Aplicação do DT no sistema

Para garantir uma correta operação do sistema e adequada conservação dos produtos armazenados na câmara frigorífica, deve-se atentar para um item importante nesse processo.

O Diferencial de Temperatura (DT), deve ser levado em consideração para uma boa operação e conservação dos produtos.

Após determinada a carga térmica, deve-se fazer a seleção dos equipamentos corretos para o sistema, tendo como referência o tipo de trabalho e operação da câmara.

Dados a serem levados em consideração:

  • Numero de trocas de ar
  • Balanceamento dos equipamentos
  • Tipo de operação e fluxo de ar
  • Diferencial de temperatura (DT)

Nesse momento vamos falar do DT no sistema.

A fim de equilibrar a umidade relativa interna da câmara, é necessário usar como referencial a tabela abaixo. Desta forma, será possível uma melhor escolha do diferencial DT, que é a diferença entre a temperatura interna da câmara e a temperatura de evaporação do refrigerante.

Untitled

Maiores Dt, menores U.R

Menores Dt, maior U.R

Tomando como referencial a temperatura fixa da câmara frigorífica, um maior DT provocará menor capacidade da unidade condensadora (calculado para o mesmo sistema).

Diferencial de temperatura e umidade relativa deve depender do produto a ser armazenado.

Estes produtos podem ser separados em 4 classes de comestíveis, conforme descritos na tabela acima.

 

Exemplo:

Selecionamos uma unidade condensadora e um evaporador para uma câmara frigorífica de um determinado produto resfriado com carga térmica de 5.500kcal/h.

 

Produto: conservação de carnes resfriadas

Temperatura interna 0°C

Fluído refrigerante 404A

Temperatura de evaporação -6°C

Temperatura ambiente externa 35°C

U.R para esse produto = 85% a 90%

Dt  adequado para essa câmara seria 6K

 

Seleção dos equipamentos:

CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO COM Dt de 6k

1 unidade condensadora modelo FRM350X6, produz nessa condição 5.770kcal/h (capacidade da unidade deve ser igual ou maior que a carga térmica calculada).

1 evaporador modelo FBA6250E produzirá 5.772kcal/h (capacidade do evaporador deve ser igual ou próxima da unidade condensadora), capacidade do evaporador muito acima ou muito abaixo terá problemas na hora de balanceamento do sistema.

 

CONDIÇÃO DE OPERAÇÃO COM Dt maior que 6K

Da mesma forma se for uma câmara para armazenar cebolas, alho seco, algumas frutas secas e outros produtos que exija menor U.R entre 65% a 75% e temperatura de 0°C.

Para manter a temperatura interna fixada em 0°C e a umidade baixa, devemos trabalhar com um Dt aproximado de 7K a 9K. Para manter a umidade relativa entre esse valor, a evaporação do refrigerante deve ser de  -9°C.

A mesma unidade selecionada acima, evaporando a -6°C produzirá 5.770kcal/h, só irá produzir evaporando na condição de -9°C e Dt de 9K,  5.095kcal/h, capacidade inferior à necessidade da câmara e, portanto, deveríamos selecionar um modelo maior para o sistema.

Para esse caso específico, o evaporador também deverá ser substituído por um modelo menor  FBA6170E que irá produzir 5.649Kcal/h evaporando a -9°C e Dt aproximado de 9K.

Quanto maior o Dt maior capacidade terá o evaporador (limitado à condição de operação do sistema e a capacidade do compressor)

 

CONDIÇÃO DE OPERAÇÃO COM Dt MENOR

Para uma mesma capacidade de câmara, mas com alta U.R entre 85% e 95% usamos Dt de 4K a 5K câmara para vegetais, produtos agrícolas como flores. Exemplo: milho verde, uvas, aspargos, etc.

Para a temperatura interna de 0°C fixado no controlador devemos ter a evaporação do refrigerante em -4°C e um Dt de 4K.

O mesmo modelo de unidade condensadora FRM350X6 selecionado para esse projeto evaporando a -4°C produzirá 6.171kcal/h e, portanto, capacidade superior à carga térmica da câmara, neste caso ficaria com folga na unidade.

Para seleção do evaporador com menor Dt, teremos que aumentar o tamanho do modelo.

Inicialmente, selecionamos o evaporador FBA6250E adequado para a carga térmica do sistema e balanceado com a unidade condensadora FRM350X6.

A conta ficaria assim:

Capacidade de catálogo do evaporador x Dt desejado para a câmara/Dt.de catálogo 5.772kcal/h x 4/6 = 3.848kcal/h

Veja que nesta condição de menor Dt o evaporador ficaria pequeno para a carga térmica dessa câmara e teríamos que especificar outro modelo maior.

O modelo selecionado deverá ser o modelo FBA6370E, que com o Dt de 4k irá produzir 5.673kcal/h.

Veja que operando com Dt o evaporador produzirá menor capacidade, tivemos que instalar dois modelos acima.

Sugerimos que nos seus próximos projeto pense nisso ao selecionar os equipamentos para a sua instalação.

 

Resumo:

Dt maior câmara mais seca, evaporadores menores e compressores maiores.

Dt menor câmara mais úmida, evaporadores maiores e compressores balanceados para o evaporador.

asn_coelho.